• Mayla Valenti

Educação ambiental e biodiversidade na escola

Trabalhar com o tema da conservação da biodiversidade na escola pode ser bastante desafiador. Primeiro porque este é um assunto menos presente no cotidiano das pessoas. Diferente por exemplo dos resíduos, da água, energia com os quais temos que lidar e tomar decisões todos os dias. As ações pela conservação da biodiversidade costumam ser menos óbvias e menos presentes no cotidiano das pessoas.


Segundo porque as professoras e os professores já têm muitas demandas para atender, começando pelo próprio currículo escolar, passando por diversos outros projetos que surgem ao longo do ano com os mais diferentes conteúdos.


No período de isolamento social esses desafios se tornaram ainda maiores pelas barreiras tecnológicas que as escolas, especialmente as públicas, vem enfrentando para implementar o ensino à distância.

Ao mesmo tempo, trabalhar com este tema pode ser muito gratificante. Se forem abordados de forma interessante, em geral as crianças e jovens adoram conhecer mais sobre os animais, plantas e entender melhor as suas relações ecológicas e socioambientais. Recursos visuais, sensoriais, visitas de campo, atividades práticas em laboratório costumam entusiasmar as turmas a participarem das aulas.

#PraCegoVer #PraTodosVerem Audiodescrição: Foto de Sarah com dois meninos em exposição do ICAS. Ela é vista de lado, do busto para cima, sorrindo e olhando em direção a uma parede com diversas fotos de animas. Um dos meninos está voltado para Sarah e aponta para uma foto de um tamanduá-bandeira. O outro menino está olhando as fotos. Nas paredes ao fundo são vistas placas com textos, e em feltro, um tamanduá e um tatu. A foto possui uma moldura branca e fundo amarelo. No centro e parte inferior da moldura branca há o logo do FubáZINE em branco e preto.

Além disso, um grande potencial de trabalhar com esse assunto é possibilitar o entendimento da realidade local, da biodiversidade que está perto da escola, na cidade ou no seu entorno. Assim, há espaço para que diversas disciplinas adotem a conservação da biodiversidade como conteúdo transversal em diferentes níveis de ensino.


Para alguém que atua em projetos de conservação e quer propor atividades para o contexto escolar, a primeira coisa que precisa ser considerada é o diálogo com as professoras e professores. É preciso entender quais temas são adequados ao currículo de cada turma, que tipo de atividade motiva mais as e os estudantes e quais ações são viáveis dentro das limitações de tempo, recursos e espaço que estão disponíveis em cada escola.


Ou seja, não adianta chegarmos com uma fórmula pronta, totalmente direcionada e genérica. E ninguém melhor do que as próprias professoras e professores e até as e os estudantes para nos indicar as melhores possibilidades. São elas e eles que conhecem o dia a dia da escola, os limites e os potenciais para o desenvolvimento de um novo projeto, da inserção de atividades educativas em sala de aula, da realização de saídas de campo, do envolvimento de várias disciplinas, etc.

#PraCegoVer #PraTodosVerem Audiodescrição: Foto de um tatu-canastra recortado e pintado em papelão. Ele possui a cabeça pequena e alongada, olhos e orelhas pequenos. A face e todo o corpo é coberto por formas quadriculadas em preto e bege. Da parte superior da cabeça até a base da cauda é preto, e nas bordas laterais, patas e cauda é bege. Possui cauda comprida e quatro pernas curtas. Nas patas frontais tem três unhas grandes. A foto possui uma moldura branca e fundo amarelo. No centro e parte inferior da moldura branca há o logo do FubáZINE em branco e preto.

Em nossa parceria com o Instituto de Conservação de Animais Silvestres (o ICAS), temos buscado construir um relacionamento de troca, diálogo e colaboração com professoras e professores dos municípios onde o instituto atua. Para nós e para o ICAS, apresentar as iniciativas de conservação do tatu-canastra e do tamanduá-bandeira nas escolas pode ser muito interessante, tanto para enriquecer o aprendizado como para favorecer a conservação da biodiversidade local. Então, nós apresentamos essa proposta para as secretarias municipais de educação e convidamos professoras e professores que se interessarem a realizar esse trabalho em parceria conosco.

Nós temos nos dedicado a oferecer cursos de formação e elaborar materiais educativos relacionados aos projetos do instituto que possam apoiar as atividades escolares. Também levamos algumas atividades para as escolas com apoio da nossa equipe educativa e de pesquisadoras e pesquisadores do ICAS.

Além dessas ações, nossa equipe que atua em parceria com o ICAS está sempre à disposição, acompanhando os projetos realizados e buscando atender ao máximo as demandas que recebem de cada professora ou professor. Ou seja, nós nos colocamos como um ponto de apoio, de fonte de informação e compartilhamos, ideias, caminhos, possibilidades. Nos colocamos a serviço, sem impor nenhum conteúdo ou tipo de atividade. É assim que acreditamos que deve ser um trabalho de parceria entre escolas e instituições voltadas à conservação. E os resultados dos projetos são incríveis!

#PraCegoVer #PraTodosVerem Audiodescrição: Foto de crianças em volta de uma mesa. Elas são vistas com um palito em uma das mãos, e manipulam itens com areia. A mesa está forrada de jornal e sobre ela há latinhas com palitos dentro. Ao fundo há uma parede colorida. A foto possui uma moldura branca e fundo amarelo. No centro e parte inferior da moldura branca há o logo do FubáZINE em branco e preto.

Este ano nosso trabalho no ICAS com as escolas foi bastante impactado pelas consequências da pandemia. Mas nós buscamos nos adaptar para continuar essa ação da melhor maneira possível. Os cursos de formação com professoras e professores foram online. E nós desenvolvemos uma plataforma para disponibilizar os materiais educativos. Ela está permanentemente sendo alimentada com novos materiais.

Se você quiser conhecer a plataforma, ela está no site do ICAS e é aberta para qualquer pessoa que queira aproveitar os materiais disponíveis. Nós vamos adorar saber o que você achou e suas sugestões para novos materiais.



Você pode acessar a plataforma por este link: https://www.icasconservation.org.br/educacao

E você, atua ou já atuou em escolas com o tema da biodiversidade? Quais os maiores desafios que encontrou? E quais foram as suas melhores soluções para enfrentar esses desafios?

46 visualizações

Gostou deste post?

Nós queremos te ajudar a colocar a teoria em prática na educação ambiental. Se você gostou deste texto, provavelmente vai A-M-A-R o nosso curso online COMO?! Você pode experimentar o curso fazendo 3 aulas introdutórias gratuitas.

 

É só clicar no botão abaixo para saber mais!

#PraCegoVer #PraTodosVerem #Audiodescrição resumida: Foto de Ariane, Flávia, Andréia e Mayla. Elas sorriem e estão sentadas no chão de terra. Usam camisetas amarelas e lisas. Há uma caixa de texto branca no canto inferior esquerdo escrito: 3 aulas gratuitas para colocar a teoria em prática na Educação Ambiental. A imagem possui moldura verde.

Acessibilidade: nosso site possui audiodescrição das imagens como texto alternativo ou em caixas de texto. Quando possível, incluímos janela de LIBRAS.

Entre em contato!

contato@fubaea.com.br

  • LinkedIn ícone social
  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
Conteúdo inspirador sobre teoria em prática na educação ambiental direto no seu e-mail:
Logo do FubáZINE