Entre em contato!

contato@fubaea.com.br

Conteúdo inspirador sobre teoria em prática na educação ambiental direto no seu e-mail:

Acessibilidade: nosso site possui audiodescrição das imagens como texto alternativo ou em caixas de texto. Quando possível, incluímos janela de LIBRAS.

  • LinkedIn ícone social
  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
Logo do FubáZINE
  • Mayla Valenti

Horta como Espaço Educador na Escola

Atualizado: 11 de Abr de 2019



#pratodosverem Audiodescrição resumida: Foto de crianças em uma horta. Elas estão com uma mulher e estão agachadas e tocando com as mãos a terra e as hortaliças.

Fazer horta na escola já não é mais novidade. Várias escolas possuem hortas e já aproveitam o potencial educativo que ela apresenta. Mas isso não significa que esse processo seja fácil! Implementar hortas nas escolas traz muitos desafios.


Para uma horta dar certo é preciso envolver toda a comunidade escolar. Professoras(es), funcionárias(os), direção, coordenação, mães, pais e a vizinhança toda. E isso não acontece de uma hora para outra. Existe um tempo necessário para que as pessoas compreendam os objetivos daquele “trabalho a mais”. Para que as pessoas percebam que a horta é de todo mundo e que todas podem contribuir, ensinar, aprender e aproveitar o contato com a terra que ela proporciona, entre outros benefícios. Nesse processo, o diálogo é sempre a melhor estratégia. Uma postura aberta a valorizar os conhecimentos e experiências de cada pessoa faz bastante diferença. Mostrar os resultados que já foram alcançados também é importante. Para que todo mundo perceba que o esforço em participar vale a pena. Um dos pontos fundamentais é mostrar que o principal objetivo das hortas nas escolas não é produzir alimento. É criar um espaço de aprendizagem. Assim, a qualidade das interações que acontecem naquele espaço, seja entre as pessoas com os elementos naturais, ou as próprias pessoas entre si conta muito mais do que a escolha e execução da melhor técnica de plantio. Todo o espaço pode ser planejado com essa preocupação: canteiros devem ser mais estreitos quando as atividades envolvem crianças pequenas. A diversidade de plantas pode trazer mais diversidade de aprendizado. Os materiais usados para a construção da horta podem falar muito sobre sustentabilidade. A composteira não precisa ser mera coadjuvante, mas pode inspirar as pessoas a cuidarem melhor dos seus resíduos orgânicos em casa. Essas são algumas das ideias que apresentamos em um curso de formação para professoras(es) e monitoras(es) de Taubaté – SP, promovido pelo SESC Taubaté. O tema do curso foi: hortas escolares como espaços educadores. Esperamos animar o público a superar os desafios e implementar lindas hortas em suas escolas. E por aí, você se anima também? Tem alguma experiência na sua escola para compartilhar? Para o curso nós elaboramos um cartaz resumindo o potencial educativo das hortas a partir das dimensões da Educação Ambiental. Vamos compartilhar o cartaz aqui com você que nos acompanha pelo blog. Vale imprimir e levar para a escola (ou mandar por e-mail) pra gente espalhar ainda mais essas ideias e colocá-las em prática! É só "salvar a imagem como" no seu computador. No nosso site (www.fubaea.com.br/hortanaescola) você também encontra a apostila do curso e vários materiais complementares para você colocar em prática o projeto de horta na sua escola! E se você já faz um trabalho com hortas por aí, compartilha com a gente! Vamos adorar conhecer!


#pratodosverem Audiodescrição resumida:

Cartaz sobre dimensões da educação ambiental. Em negrito está o título: horta escolar como espaço educador. Abaixo, há três colunas: participação, valores e conhecimentos. Fundo verde com desenhos de folhas.



Se você quiser aprofundar seus conhecimentos sobre educação ambiental e como colocá-la em prática, conheça nosso curso online COMO?!: www.fubaea.com.br/cursoeducacaoambiental2019

#Horta #Orgânicos #Composteira #Escola