Fubazine4.png
  • Mayla Valenti

Educação ambiental para a conservação da biodiversidade

Atualizado: 5 de Out de 2020


Entre tantos problemas políticos, sociais e econômicos que nosso país enfrenta, às vezes, fica difícil compreender a importância da conservação da biodiversidade neste contexto. Mas, esta é uma ação fundamental para a manutenção da vida do planeta. E o Brasil tem uma responsabilidade global neste tema, pois mantemos boa parte da biodiversidade mundial.


Desde que a nossa sociedade começou a se preocupar com o meio ambiente, a conservação da biodiversidade tem sido uma das questões mais importantes. Ela tem a ver com o equilíbrio dinâmico da natureza, com a manutenção de espécies e ambientes e todas as inúmeras interações que isso envolve. Inclusive a interação com os seres humanos.


Em geral, as ações humanas impactam profundamente e de forma negativa a biodiversidade. O desmatamento, a poluição, a introdução de espécies exóticas são alguns exemplos que geram consequências muitas vezes irreversíveis para a diversidade de vida que temos no planeta.


Mas, existem também algumas ações humanas que favorecem ou que, pelo menos, geram muito menos impactos negativos. Muitas práticas de comunidades e povos tradicionais ajudam a manter o equilíbrio ecológico. A agricultura agroecológica, as construções sustentáveis, a alimentação orgânica e natural não são invenções do nosso tempo! Com nomes diferentes, elas fazem parte do dia-a-dia de muitas pessoas que vivem de uma forma bem mais harmônica com a natureza.

E é justamente na relação entre os seres humanos e os não humanos que entra a educação ambiental. Como educadoras e educadores, temos o papel de compreender essas relações, identificar desafios e potencialidades e promover a busca de soluções junto com nosso público.

Colagem de fotos e textos.
#PraCegoVer #PraTodosVerem Foto montagem. A foto está dividida em três linhas e duas colunas. Na primeira linha há a foto de um campo cerrado e uma imagem de fundo azul com letras brancas escrito: compreender as interações seres humanos e não humanos. Na segunda linha há uma imagem de fundo rosa com letras brancas escrito: identificar desafios e potencialidades e ao lado, foto de duas pessoas em campo. Na última linha, há uma foto de duas pessoas em espaço verde e ao lado imagem de fundo amarelo e letras azuis escrito: buscar soluções de forma participativa.

Ou seja, o diálogo e a participação são princípios fundamentais desse processo. Para atuar pela conservação da biodiversidade precisamos estar muito abertas ou abertos a aprender com as pessoas e compartilhar nossas experiências. O que é bem diferente de uma abordagem acusatória e impositiva.

Para a nossa equipe, esta sempre foi uma área de atuação muito interessante. Na pós-graduação nos envolvemos em diversas pesquisas com educação ambiental e conservação da biodiversidade. Inclusive ajudamos a escrever um livro (Educação ambiental para a conservação da biodiversidade: animais de topos de cadeia) sobre esse tema.


Além disso, desde de 2018 temos uma parceria com o ICAS - Instituto de Conservação de Animais Silvestres. O ICAS atua com projetos de conservação da biodiversidade no Brasil, com foco em duas espécies da nossa fauna: o tatu-canastra e o tamanduá-bandeira. O ICAS foi fundado pelo pesquisador Arnaud Desbiez, uma pessoa inspiradora e engajada. E a Fubá é responsável pelo componente educativo do instituto.


Foto de 3 pessoas e um tatu-canastra
#PraCegoVer #PraTodosVerem Foto de três pessoas com uma tatu em campo. A foto possui moldura branca e no centro inferior é visto o logo do FubáZINE. O fundo da imagem é amarelo.


É um orgulho para nós fazer parte desse movimento e contribuir para a conservação do tatu-canastra, do tamanduá-bandeira, do Pantanal, do Cerrado, da Mata Atlântica e também da diversidade sócio-cultural dessas regiões.

Para conhecer mais sobre o trabalho do ICAS, acesse o site: https://www.icasconservation.org.br/


#Biodiversidade #ICAS

437 visualizações

Gostou deste post?

Que tal contribuir para que possamos continuar publicando conteúdos gratuitos e ainda investir na sua formação em educação ambiental?

 

Se você gostou deste texto, provavelmente vai A-M-A-R o nosso curso online COMO?! Você pode experimentar o curso fazendo 3 aulas introdutórias gratuitas. Nós queremos te ajudar a colocar a teoria em prática na educação ambiental.

 

É só clicar no botão abaixo para saber mais!

#PraCegoVer #PraTodosVerem #Audiodescrição resumida: Foto de Ariane, Flávia, Andréia e Mayla. Elas sorriem e estão sentadas no chão de terra. Usam camisetas amarelas e lisas. Há uma caixa de texto branca no canto inferior esquerdo escrito: 3 aulas gratuitas para colocar a teoria em prática na Educação Ambiental. A imagem possui moldura verde.