• Mayla Valenti

O valor de uma educação ambiental de qualidade

Atualizado: 18 de Jul de 2020


Apesar de estarmos longe do ideal, a educação ambiental tem crescido e ocupado os mais variados espaços, seja nas escolas, nas universidades, em áreas de conservação, em parques urbanos, museus, nas empresas e em diversos outros contextos. Assim, surge uma preocupação cada vez maior em relação à qualidade das ações e projetos desenvolvidos. Será que estamos conseguindo alcançar nossos objetivos?


A educação ambiental é um campo de pesquisa e de atuação profissional multi, inter e transdisciplinar. Isso significa que ela envolve uma grande diversidade de áreas do conhecimento e de saberes. Portanto, existem diversas abordagens que variam de acordo com concepções de meio ambiente, objetivos, formações profissionais, entre outros aspectos que influenciam a maneira de se pensar e de se fazer educação ambiental. O que a torna complexa, ampla e plural.


Nesse universo de possibilidades, podemos nos perguntar: o que faz um processo de educação ambiental ter qualidade? E que diferença faz investir na melhoria da educação ambiental em uma instituição? Vamos compartilhar aqui alguns aspectos que consideramos fundamentais para a qualidade das práticas de educação ambiental e como elas podem influenciar positivamente nas transformações que podem ser alcançadas a partir dessas ações.


#PraCegoVer #PraTodosVerem Audiodescrição: Foto de grupo de pessoas. É dia. O grupo está sentado em cima de um grande pano preto sobre um gramado. A maioria são mulheres e fazem um trabalho manual. Na frente do grupo, há uma cachorra branca, de orelhas e manchas pretas. A imagem possui moldura branca. No centro, na parte inferior, há o logo do FubáZINE em branco e preto. Ao redor da moldura, o fundo da imagem é amarelo.

Planejamento

Planejar as ações educativas é fundamental para que educadoras e educadores tenham clareza sobre os objetivos, as atividades e os cuidados necessários para que os princípios da educação ambiental sejam atendidos. Quando atuamos de forma automática, sem refletir sobre esses pontos, tendemos a reproduzir formas de educação mais tradicionais ou modelos que podem não ser adequados à nossa realidade. Além disso, sem planejar, fica muito mais difícil avaliar os resultados alcançados. Um bom planejamento precisa considerar as demandas e expectativas do público e da instituição. Sem esse diagnóstico, corremos o risco de oferecer conteúdos e atividades que não geram engajamento e, consequentemente, não contribuem para as transformações que desejamos.


Mediação

É na interação com o público participante que os princípios da educação ambiental devem se concretizar. A mediação pode ser feita por educadoras ou educadores ou por meio de materiais educativos, textos, mídias digitais, etc. Em todos os casos, o cuidado com a linguagem faz toda a diferença para a qualidade do trabalho. A forma de fazer perguntas, de apresentar um conteúdo ou propor uma atividade precisa ser coerente com a educação ambiental que defendemos. Para isso, é preciso uma auto-observação constante.


Avaliação

Outro fator que interfere na qualidade da educação ambiental é a avaliação. Esse processo possibilita identificar os problemas e melhorar continuamente o trabalho realizado. Muitas vezes o planejamento inicial precisa ser modificado. E só é possível perceber isso se algum tipo de avaliação for feito. Ela pode ser mais fluida, ao longo do processo educativo, ou mais sistematizada – o que seria ideal. Em muitos casos essa etapa é deixada de lado por falta de tempo. Mas é fundamental que a equipe tenha momentos específicos para a avaliação e que se sinta motivada a buscar melhorias.


Experiência

A experiência da equipe que planeja, executa e avalia as ações educativas é outro ponto que influencia fortemente a qualidade dos resultados. Ela tem a ver com uma formação sólida na área, mas também com a vivência prática. Como em qualquer outra área, o tempo de atuação profissional ajuda as pessoas a estarem mais preparadas para ter novas ideias, saber atuar em uma situação inesperada e encontrar soluções para os desafios que sempre surgem no caminho. A experiência também contribui para a coerência entre teoria e prática. Esta não é uma tarefa fácil e só pode ser alcançada com persistência ao longo do tempo.


Este pode ser um problema para instituições que tenham alta rotatividade da sua equipe. Por isso, investir na formação e oferecer oportunidades de experiências práticas para as pessoas responsáveis pelas ações educativas certamente fará diferença para a qualidade das mudanças promovidas. E, para quem atua de forma autônoma, nossa sugestão é que você busque o máximo possível se atualizar e, principalmente, praticar os seus aprendizados em interação com o público.


Sabemos que educadoras e educadores ambientais costumam ser pessoas muito engajadas e que realmente querem contribuir com a construção de sociedades mais sustentáveis. Por isso, o movimento individual de cada uma e de cada um na busca de melhorar o seu trabalho faz parte do seu dia a dia. Mas nós também acreditamos que este precisa ser um movimento das instituições, de uma forma mais estruturada, garantindo espaços de planejamento, interação, avaliação e formação para que essas e esses profissionais consigam colocar em prática todo o seu potencial transformador.


O que você acha de colocar a teoria em prática na educação ambiental? No curso online COMO?! nós mostramos que quanto mais conhecemos nosso público e os desafios socioambientais no local onde atuamos, mais temos condições de planejar e realizar uma ação educativa contextualizada para promover a transformação.

#PraCegoVer #PraTodosVerem Audiodescrição: Imagem de divulgação do curso COMO?! No centro da imagem há a frase: Ação educativa contextualizada é ação educativa transformadora. A frase está em verde e as palavras contextualizada e transformadora em rosa. Abaixo da frase está o site da Fubá: www.fubaea.com.br. No canto inferior direito está o logo do curso COMO?!. O logo é preto, composto pela palavra como, em letra cursiva, seguida de um ponto de interrogação e um de exclamação. Há uma moldura ao redor. O fundo da imagem é amarelo.

Saiba mais sobre o curso COMO?!

38 visualizações

Gostou deste post?

Nós queremos te ajudar a colocar a teoria em prática na educação ambiental. Se você gostou deste texto, provavelmente vai A-M-A-R o nosso curso online COMO?! Você pode experimentar o curso fazendo 3 aulas introdutórias gratuitas.

 

É só clicar no botão abaixo para saber mais!

#PraCegoVer #PraTodosVerem #Audiodescrição resumida: Foto de Ariane, Flávia, Andréia e Mayla. Elas sorriem e estão sentadas no chão de terra. Usam camisetas amarelas e lisas. Há uma caixa de texto branca no canto inferior esquerdo escrito: 3 aulas gratuitas para colocar a teoria em prática na Educação Ambiental. A imagem possui moldura verde.

Acessibilidade: nosso site possui audiodescrição das imagens como texto alternativo ou em caixas de texto. Quando possível, incluímos janela de LIBRAS.

Entre em contato!

contato@fubaea.com.br

  • LinkedIn ícone social
  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
Conteúdo inspirador sobre teoria em prática na educação ambiental direto no seu e-mail:
Logo do FubáZINE