• Mayla Valenti

Políticas públicas de Educação Ambiental - Para que servem?

Atualizado: 18 de Abr de 2019


Sabe quando a gente vê um monte de coisa errada acontecendo e se pergunta: afinal, para que servem as políticas públicas se elas não são implementadas na prática? Na Educação Ambiental, sempre houve uma preocupação grande em envolver muitas pessoas, grupos e instituições na elaboração de políticas públicas. O Programa e a Política Nacionais de Educação Ambiental são exemplos dessa participação no Brasil. Localmente esse movimento também aconteceu com a criação de programas e políticas municipais de Educação Ambiental. Internacionalmente, temos como documento de referência o Tratado de Educação Ambiental para Sociedades Sustentáveis e Responsabilidade Global, que foi elaborado com a contribuição de diferentes países e assinado durante a Eco 92. Nós, da Fubá, já participamos de alguns desses processos, na elaboração da Política Estadual de Educação Ambiental do Estado de São Paulo e na criação do Programa Municipal de Educação Ambiental de São Carlos, quando atuamos na Rede de Educação Ambiental de São Carlos.

E a verdade é que muitas vezes essa dúvida ressoava dentro de nós: será que este trabalhão todo vale a pena? O que vai significar na prática termos esses documentos de referência? Tanto é que a Mayla, que faz parte da nossa equipe, estudou o impacto do Programa Nacional de Educação Ambiental nas unidades de conservação do país durante seu mestrado motivada por esta pergunta: será que faz diferença na prática? (clique aqui para acessar essa pesquisa).

Depois de realizarmos pesquisas e analisarmos nossas experiências profissionais ao longo do tempo nós fomos percebendo que SIM, ter esses documentos de referência faz diferença. Eles são base para o trabalho de instituições públicas e privadas e um incentivo para que ações de Educação Ambiental sejam desenvolvidas. Esses documentos também ajudam na formação de educadoras e educadores ambientais, à medida que apresentam princípios e diretrizes escolhidos coletivamente para guiar nossa atuação. Mas, principalmente, esses documentos servem como um instrumento de cobrança e de participação política. Nós podemos reivindicar que instituições públicas e privadas contemplem as ações previstas nesses documentos de referência. Por exemplo, neste mês a Rede de Educação Ambiental de São Carlos entregará uma carta ao novo prefeito contendo demandas relacionadas à implementação das políticas municipais de Educação Ambiental.

E olha, é muito possível você organizar um movimento semelhante na sua cidade! Por tudo isso, apesar de algumas vezes parecer que não adianta termos documentos de referência e leis ambientais tão avançadas, elas são sim ferramentas importantes de ação e de reivindicação. Mas para que isso aconteça na prática, precisamos conhecê-las e utilizá-las. Foi pensando em uma forma criativa, inovadora e não-linear de apresentar documentos de referências importantes para a Educação Ambiental que a equipe do Fios de Gaia elaborou mapas mentais incríveis como esse aí embaixo da Política Nacional de Educação Ambiental.


Um trabalho lindo, né? Parabéns, Fios de Gaia! Somos fãs! ;-) Você pode baixar todos eles no site do Fios de Gaia: http://fiosdegaia.com.br/ecodados/ E neste artigo, escrito pela Ana Carolina, você pode aprender mais sobre o uso dos mapas mentais na Educação Ambiental: http://revistaea.org/artigo.php?idartigo=2472


Nós gostamos tanto de mapas mentais que esse é um dos recursos que usamos nos exercícios do nosso curso de formação em Educação Ambiental COMO?! Você já pensou em usar os mapas mentais como ferramenta de planejamento? É uma forma bem bacana de colocar ideias complexas no papel.

As inscrições para nosso curso online COMO?! estão abertas!

Saiba mais no link: www.fubaea.com.br/cursoeducacaoambiental2019


A Flávia gravou este vídeo para falar da importância da dimensão ética na Educação Ambiental e para convidar todo mundo a conhecer o nosso curso! Ajuda a gente a compartilhar?


Clique aqui para saber mais sobre o curso!

Nós estamos compartilhando várias dicas sobre COMO colocar a teoria em prática na Educação Ambiental lá no Facebook e no Instagram da Fubá. Então acompanha a gente por lá também que está super bacana! ;-)

E UMA ÚLTIMA NOTÍCIA


#pratodosverem Audiodescrição resumida: Imagem da capa do livro Origami Animais do Cerrado. Do lado superior esquerdo, em letras brancas e grifo verde o título Origami Animais do Cerrado. Logo abaixo, um lobo-guará de origami. No centro, desenho de uma árvore em branco. À direita, nos galhos da árvore, um tucano de origami. Logo abaixo, está escrito Fubá Educação Ambiental e Criatividade. O fundo é composto por formas geométricas coloridas.



Os Kits Ambientais Criativos Origami Animais do Cerrado estão disponíveis! Mais um motivo para acompanhar a Fubá nas redes sociais, hein? Assim você fica sabendo de tudo da nossa lojinha! :-)


Acessibilidade: nosso site possui audiodescrição das imagens como texto alternativo ou em caixas de texto. Quando possível, incluímos janela de LIBRAS.

Conteúdo inspirador sobre teoria em prática na educação ambiental direto no seu e-mail:

Entre em contato!

contato@fubaea.com.br

  • LinkedIn ícone social
  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
Logo do FubáZINE