• Mayla Valenti

Semana do Meio Ambiente: comemorar ou lutar?

Atualizado: 11 de Abr de 2019


A semana do dia 5 de junho é considerada a semana do meio ambiente! Neste período, as escolas, as ONGs, os governos e as empresas costumam promover atividades chamando a atenção das pessoas para a conservação da natureza e incentivando ações cotidianas mais sustentáveis.

Quem atua com Educação Ambiental já sabe que é uma semana de bastante trabalho! Ao mesmo tempo, o presidente dos EUA acaba de anunciar a saída do país do Acordo de Paris – que prevê a redução das emissões dos gases do efeito estufa para desacelerar o aquecimento global.

Mais perto de nós, aqui no Brasil, as ONGs conservacionistas estão anunciando um aumento do desmatamento da Amazônia e da Mata Atlântica. Então, a gente pensa se está fazendo certo. Estamos avançando, ou retrocedendo? Nosso sonho de construir um mundo mais sustentável é possível? Será que nossas ações são muito pequenas diante do poder do capitalismo selvagem? Por aqui o que nos move é seguir acreditando que nosso trabalho faz sim diferença. É importante reconhecer limites, os retrocessos e lutar, o máximo possível, contra tudo isso. Mas, também é importante alimentar a nossa esperança de que é sim possível fazer diferente. De que a educação ambiental tem um enorme potencial para contribuir com esse mundo novo que queremos. E que já estamos fazendo bastante diferença! Ou seja, precisamos resistir e persistir! Por isso, nossa proposta para você nesta semana é observar e refletir:


#pratodosverem Audiodescrição resumida: Foto de rio cercado por vegetação. Há três pessoas de costas, voltadas ao rio.

- Quais são os principais desafios ambientais do lugar onde você vive? - E os potenciais? - Quais são seus sonhos para que esse lugar se torne melhor para todos os seres? - O que já está sendo feito para isso acontecer? - O que você pode fazer hoje para dar o primeiro passo nesse caminho?


#pratodosverem Audiodescrição resumida: Foto de mulheres vendadas. Há cinco mulheres, com vendas coloridas. Elas têm um sorriso no rosto e estão em um caminho com armações e cerca de bambu. Na parte superior da cerca, há ripas e um corrimão de madeira. Sobre a cerca, há algumas caixas azuis. Elas tocam com as mãos o corrimão e as caixas. Ao fundo, árvores e vegetação.



CURSO DE FORMAÇÃO EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL

E se você está procurando um curso para aprender os princípios da Educação Ambiental e se inspirar para inovar nas suas ações educativas, convidamos você para participar do nosso curso online COMO?!.

Saiba mais no link: www.fubaea.com.br/cursoeducacaoambiental2019


LIVRO GRATUITO EM PDF!

Aproveitando a inspiração desta semana, vamos compartilhar aqui com você a mais nova produção do Laboratório de Educação Ambiental da Universidade Federal de São Carlos, o livro Educação Ambiental para a Conservação da Biodiversidade: animais de topo de cadeia. É só clicar na foto para baixar!


#pratodosverem Audiodescrição resumida: Capa do livro Educação Ambiental para a conservação da biodiversidade: animais de topo de cadeia. Há o desenho de uma onça pintada no centro sobre folhas verdes. À esquerda, há o desenho de uma rua e prédios, e à direita desenho de um rio. No rodapé está escrito: Haydée Torres de Oliveira et al. organizadoras.



Nós, educadoras da Fubá, participamos da elaboração deste livro e esperamos que ele possa inspirar você a promover ações educativas para a conservação da biodiversidade. Pode espalhar este pdf para todo mundo que trabalha na área, combinado?




#Biodiversidade #FormaçãoemEducaçãoAmbiental #CURSO #PresentedaFubápravocê #temasambientais

Acessibilidade: nosso site possui audiodescrição das imagens como texto alternativo ou em caixas de texto. Quando possível, incluímos janela de LIBRAS.

Conteúdo inspirador sobre teoria em prática na educação ambiental direto no seu e-mail:

Entre em contato!

contato@fubaea.com.br

  • LinkedIn ícone social
  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
Logo do FubáZINE